Flexibilidade: você prefere ser feliz ou ter razão?

Coaching,Dicas,Fique Bem,Motivação
smilies-bank-sit-rest-160739
As situações problemáticas fazem parte do cotidiano e da história de toda nação.
Os conflitos existem por uma razão. As pessoas são diferentes. Existem muitas verdades, opiniões e interpretações sobre um mesmo tema. Além dos interesses e ganhos pessoais para se defender alguma causa.

Quando há fragmentação de informação e ausência de valores e princípios comuns, certamente haverá maior dificuldade para um consenso. E para haver consenso é necessário que uma das partes ceda.
Conflitos nas empresas, nos governos e nas famílias são saudáveis, pois costumam gerar desafio e mudanças. Afinal, uma das certezas da vida, é que tudo muda. Cedo ou tarde as coisas deixam de ser como sempre foram.
Chegar a um consenso, não significa que todos estejam pensando igual, ou que tenham mudado de opinião.
Entrar num consenso significa deixar de lado questões pessoais, significa conseguir pensar no bem comum, e acima de tudo, tomar decisões que gerem menos prejuízo ou mal a maioria.
Entrar num consenso significa ter humildade e sabedoria para reconhecer a hora de parar, ou abdicar de um poder.
Quando representamos um grupo, uma comunidade ou organização, a flexibilidade pode valer mais do que ter razão.
Pense nisso: você prefere ser feliz ou ter razão?



Comentários