Carreira: Quando é a hora de parar?

Coaching,Motivação
man-person-fog-mist
Você já pensou quando será a hora de parar? Quando é que você vai decidir passar o bastão?
Quando faço estas perguntas, não estou me referindo a aposenta-se, parar de trabalhar, ir morar na praia, ou ficar de pijama assistindo TV.
No Coaching de Carreira refletimos sobre o momento profissional que o coachee/cliente se encontra, e muitas vezes esse momento pode vir a ser o momento de parar de trabalhar naquilo que por um bom tempo se fez. 

Recentemente observei um grande profissional performando e automaticamente pensei: está na hora dele parar. E por que pensei isso? Porque o sentimento que se fez presente foi a pena. E tenho certeza que “pena” não é mesmo, o sentimento que um profissional tão renomado e experiente mereceria receber.
Uma de nossas certezas é o envelhecimento. Todos nós envelheceremos. E claro que a velhice pode ser vivida com espírito jovem, hábitos de jovem e imagem rejuvenescida. Sou uma grande apoiadora do lema: morrer jovem o mais tarde possível. Porém, observo que para alguns profissionais, fica difícil reconhecer essa hora. O momento de entregar o cargo ou seja, escolher alguém para dar continuidade ao seu legado. Tudo muda. E para o bem do profissional, é importante o desafio de fazer coisas novas e viver experiências que nunca foram possíveis viver.
Um profissional sábio, é aquele que decide sair dos palcos, quando todos ainda o aplaudem. A experiência armazenada merece ser compartilhada. Os mais experientes sempre poderão contribuir com os mais novatos. Os pontos fortes dos mais experientes merecem ser utilizados aliados às forças e energia dos iniciantes.
Preparar-se para o momento de parar, é uma grande estratégia dentro de todo negócio.

Comece a pensar, quem ocupará o seu lugar? Quem será o discípulo que dará sequência ao seu legado?
Você ficará experiente. Você envelhecerá! E quando isso estiver acontecendo, será a hora de usufruir daquilo que se fez pouco até então. Esse é o momento de continuar fazendo coisas pela primeira vez. Aquilo que você ainda não fez, e não quer morrer sem ter feito.
Prepare-se para parar de fazer o que sempre fez. Prepare-se para a melhor fase da sua vida. Afinal, a cada ano vivido, faz-se novas descobertas.
Desejo 100 anos bem experientes para você, e que no final da história, as palmas continuem sendo a melhor lembrança.



Comentários